Boi: preços têm novas altas; arroba em SP vai a R$ 326. Veja outras praças

O mercado físico de boi gordo registrou preços mais altos em algumas regiões nesta segunda-feira (27). Segundo o analista de Safras & Mercado Fernando Henrique Iglesias, a semana iniciou com negociações acima da referência média em grande parte do país.

“Basicamente, os frigoríficos ainda operam com escalas de abate encurtadas, atendendo em torno de cinco dias úteis. O volume de animais ofertados permanece restrito, o que já era aguardado no período de transição entre a safra e a entressafra do boi gordo”, apontou Iglesias.

A oferta de animais de safra está em seu limiar, enquanto o primeiro giro de confinamento foi limitado pela estrutura de custos inflacionada durante o primeiro trimestre. Assim, animais padrão China permanecem muito demandados no mercado, carregando ágio de R$ 20 a R$ 30 em relação a animais destinados ao mercado interno.

Com isso, a referência para a arroba do boi na capital de São Paulo ficou em R$ 326 na modalidade a prazo. Em Dourados (MS), a arroba foi indicada a R$ 299. Já em Cuiabá, ficou em R$ 287,00.

A arroba do boi em Uberaba (MG) foi cotada a R$ 310, enquanto que em Goiânia (GO) chegou a R$ 305.

Mercado do boi: atacado
boi gordo
O mercado atacadista também apresentou alta em seus preços. O ambiente de negócios ainda sugere por maior espaço para reajustes. O padrão de consumo definido para 2022 aponta para a preferência por proteínas mais acessíveis, que causem menor impacto na renda média, como carne de frango e ovo.

Nesta segunda, o quarto dianteiro foi precificado a R$ 17,55 o quilo, alta de R$ 0,35. A ponta de agulha foi precificada a R$ 17,10 por quilo, alta de R$ 0,10. O quarto traseiro atingiu o patamar de R$ 17,55 por quilo, alta de R$ 0,35.

Fonte: Canal Rural

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.