CAMPANHA DE DECLARAÇÃO DE REBANHOS EM RONDÔNIA JÁ CONTA COM 23% DE ADESÃO DOS PRODUTORES RURAIS

Em apenas 10 dias, a campanha de declaração de rebanhos realizada pela Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril de Rondônia (Idaron) já conta com adesão de 23% dos produtores rurais que devem declarar seus animais. O prazo para declaração teve início dia 1º de maio e segue até 31 do mês.

Ao todo, 29,3 mil, dos cerca de 130 mil que devem declarar, já se regularizaram junto a Idaron e estão aptos novamente a emitir Guia de Trânsito Animal (GTA), documento que fica bloqueado pela Agência até que o pecuarista efetive a declaração dos rebanhos. Das declarações registradas até agora, 32% foram pela internet, uma das formas mais fáceis, cômodas e rápidas de declarar.

O presidente da Idaron, Julio Cesar Rocha Peres, lembra que a declaração de rebanhos é obrigatória e tem como foco as produções de bovinos, bubalinos, suínos, caprinos e ovinos (animais suscetíveis à febre aftosa), além de equídeos e aves. “A declaração é uma etapa importante para que Rondônia mantenha o status internacional de área livre de febre aftosa sem vacinação, com reconhecimento da OIE (Organização Mundial da Saúde Animal)”, acentua.

Como já aconteceu na campanha passada, além das informações relacionadas a atualização dos rebanhos, o produtor também deve informar dados relacionados a produção de peixe/pescados, frutas cítricas e bananas, para que as informações referentes a essas culturas possam ser igualmente atualizadas. “São dados que permitem sabermos em quais regiões estão concentradas tais culturas”, destacou.

Por: Anni Karine Ribeiro Fonte: IDARON

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.