Fim da suspensão dos frigoríficos exportadores para a China e demanda de início de mês podem trazer nova dinâmica para os negócios com a arroba do boi

Novos fatores podem trazer uma dinâmica para o mercado pecuário neste início de mês, conforme apontou a StoneX em entrevista ao Notícias Agrícolas. Dentre elas está a retirada da suspensão de alguns frigoríficos brasileiros pela a China e também o aumento sazonal das compras de carne bovina na primeira semana de junho. 

De acordo com a Consultora em Gerenciamento de Riscos da StoneX, Marianne Tufani, a tendência é mais positiva para os preços da arroba bovina, mas ainda é necessário acompanhar como será o ritmo da demanda interna e externa. Por outro lado, a oferta de animais de safra deve seguir firme ao longo deste mês. 

“Na semana anterior, o mercado futuro já começou a precificar esses cenários nas negociações e alcançando patamares de R$ 335,00/@. Podemos atribuir isso às informações do fim do embargo de algumas plantas que estavam suspensas pela China, com exceção da unidade de Mozarlândia que ainda segue suspensa”, comentou. 

Ainda é importante ressaltar que as mudanças de preços devem demorar para serem vistas no mercado físico.“Nós devemos ter uma certa cautela, principalmente por ter um mercado físico bem ofertado e temos programações de abate bem alongadas nas principais praças pecuárias”, ressaltou. 

Notícias Agrícolas entrou em contato com a assessoria da JBS para saber quais as plantas frigorificas que retomaram aos embarques ao país asiático, a assessoria de imprensa informou que as unidades localizadas em Lins/SP e Senador Canedo/GO retomaram, de fato, as exportações desde semana passada.

Por:

 Aleksander Horta e Andressa Simão

Fonte:

 Notícias Agrícolas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.